CONTEXTO

Proteger exatamente o quê?

À primeira vista, quando se fala em patrimônio, o que nos vem à mente é o dinheiro acumulado ao longo dos anos, as propriedades e todos os demais ativos que expressam nosso estilo de vida. Estes componentes são, sem dúvida, importantes. Porém, será que são, de fato, nossos bens mais valiosos? Certamente não.

Mais que o dinheiro, o que difere cada indivíduo de seus semelhantes são os valores construídos ao longo das gerações. Isso pode ser expresso no legado que deixamos para a sociedade. Alguns dos exemplos marcantes nesta área podem ser encontrados nos Estados Unidos. Muitas das instituições responsáveis pela consolidação do American Way of Life nasceram a partir de doações. A lista inclui desde a Harvard University e a Babson College, passando por ícones culturais como o Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMa) e o Lincoln Center.

Mais recentemente, esta onda vem sendo liderada por Bill Gates e Warren Buffett que têm buscado sensibilizar seus pares a doar, em vida, recursos substanciais para pesquisas nas áreas da saúde e da educação. Um dos que embarcaram nesta foi o bilionário Stephen Schwarzan, controlador do megafundo de investimentos Blackstone, que doou US$ 150 milhões à Yale University.

ban_wealth
ban_negocios
ban_legal
ban_gestao

Uma quebra de paradigma, levando a gestão patrimonial para uma nova era